Arquivo de maio de 2013

7 dicas para lembrarem do seu negócio

Postado por em 14/maio/2013 - Sem Comentários


Hoje vamos dar 7 dicas pra que seu cliente não esqueça de você. Confira!

 

1. Liste os valores

A identidade visual da sua empresa deve traduzir os objetivos e valores do negócio. Pode parecer abstrato, mas ajuda a construir um diferencial.

O empreendedor pode listar as vontades que tem para a empresa e suas perspectivas para começar a pensar na marca.

 

2. Conheça o público

Mesmo sem um orçamento grande para fazer pesquisas, é importante ouvir opiniões antes de definir esta identidade. O mercado hoje não tem regras fixas para definir as marcas, mas é importante saber como cores, formatos e desenhos influenciam seu público-alvo.

 

3. Pense nas cores

As cores transmitem mensagens importantes para marcas. Geralmente, cores primárias são mais populares e informais, e tons terrosos e neutros transmitem a ideia de sofisticação e formalidade. A escolha deve ser bem pensada e a ausência de cores precisa ser testada também.

 

4. Não abuse dos detalhes

Seja simples e direto. Essa é a sugestão dos especialistas na hora de compor toda a identidade da marca. Existem algumas regrinhas básicas do design, como ser o mais simples possível, usar poucas cores e poucos tipos de letras para não causar confusão. Vale também evitar alguns símbolos complicados, apelativos ou que lembrem times de futebol, religiões e partidos políticos.

 

5. Não pense apenas na logo

A sua identidade visual vai além de logomarca. É uma questão fundamental que vai permear todas as atividades de comunicação da empresa, desde uniforme e papelaria até vitrine, caso você tenha loja física.

 

6. Seja profissional

Muitas vezes, o empreendedor consegue, sozinho, desenvolver um nome e uma marca para o negócio. O perigo é parecer pouco profissional. Por isso, em algum momento, pode ser necessária a ajuda de uma empresa ou profissional.

 

7. Cuide bem da marca

O trabalho com a marca é constante, alertam os professores. O empreendedor deve participar ativamente deste processo.

Outro ponto importante é fazer o registro da marca no INPI. O custo é simples, demora anos, mas ele dá entrada e garante que não vai ter problemas.

Não esqueça de adquirir nosso e-book pra você vender muito mais no mercado livre!

Freguês com razão

Postado por em 09/maio/2013 - Sem Comentários

 

 

Não existe nada mais frustrante do que comprar um produto ou serviço e não ter as expectativas atendidas. A maior parte está relacionada ao prazo de entrega e à qualidade.

Quanto à entrega, não há o que comentar, considerando que é uma variável altamente mensurável. Ou seja, não existe dúvida sobre “7 de junho de 2013 na parte da manhã”. Nada diferente disso estará dentro do esperado pelo consumidor.

No entanto, sobre a qualidade esperada, além dos aspectos absolutamente tangíveis, como o produto não estar estragado, temos outros intangíveis, como os atributos ressaltados em peças publicitárias ou os que o cliente já associa à marca.

Para não gerar frustrações, a primeira coisa que a empresa deve fazer é, com extremo zelo, cuidar para que os aspectos tangíveis estejam sempre em conformidade com o que se exige de uma relação com o consumidor. Ou seja, é preciso ser obcecado com os prazos prometidos (nunca prometendo algo que não pode ser cumprido, apenas para realizar a venda) e com o atendimento pleno dos aspectos tangíveis de qualidade.

Por exemplo: é muito comum vermos negócios que têm sites maravilhosos, que passam a imagem de serem grandes e sólidos e que, se formos investigar, não passam de atividades de uma só pessoa, provavelmente operando em casa.

 E se, mesmo tomando todas as precauções, o empreendedor tomar conhecimento de uma reclamação causada por uma dessas frustrações?

A primeira recomendação é uma interação constante com o consumidor que não teve uma boa experiência. Não existe nada pior do que ficar sem uma resposta assertiva sobre como o seu problema será resolvido ou, se for algo que não tenha solução, o que a empresa fará para compensá-lo e para melhorar os seus processos, de modo que o problema não se repita.

Lembra do antigo ditado “o freguês sempre tem razão”? A sabedoria por trás disso é que, mesmo se o cliente não tiver razão, deve ficar satisfeito. Ele é o formador de opinião, que poderá indicar novos clientes ou espalhar a notícia de que seu negócio é uma “porcaria”, mesmo que não seja verdade (e atenção que hoje isso é muito mais fácil, via mídias sociais).

Finalmente, sobre o alinhamento de expectativas, sempre me lembro de um cartaz que vi em um negócio em Nova York, que dizia: “Temos rapidez, qualidade e preço; escolha duas.”

 Que tal adquirir nosso e-book e vender muito mais no mercado livres? Adquira!

 

Publicidade e mídia digital

Postado por em 07/maio/2013 - Sem Comentários



A mídia digital, todos sabem, é a melhor mídia em termos de segmentação, de resultados e onde é possível alterar o rumo de uma campanha a tempo de evitar um fracasso ou ter ainda mais sucesso, seja em termos de vendas ou de relacionamento. O problema é que estes recursos ainda estão apenas no campo da possibilidade para muitas marcas.

A publicidade online no Brasil caminha para se consolidar como a segunda maior em participação no bolo publicitário, atrás apenas da televisão aberta e à frente de meios importantes, como TV por Assinatura, Jornais e Revistas, conforme informou esta semana o IAB Brasil. O tamanho do mercado, de R$ 4,645 bilhões, entretanto, não está diretamente ligado à efetividade do meio.

Repete-se na internet a mesma receita da mídia tradicional. Uma parte representativa dos grandes anunciantes brasileiros continua fazendo apenas mídia de massa na web e não estão preocupados com o resultado efetivo, pois se tivessem fariam melhores trabalhos. Levou-se para o digital a Bonificação por Volume e os modelos de investimento mais fáceis de serem implementados. Com isso, deixa-se de se privilegiar a segmentação e o resultado efetivo.

Fazer publicidade online bem feita dá trabalho. Requer experiência, habilidades específicas, estudo, pesquisa, planejamento detalhado e atenção redobrada na implantação e no acompanhamento da campanha. Projetos mal planejados e/ou implementação falha acarretam na ineficiência do meio. Utilizar a internet como plataforma de comunicação apenas porque está todo mundo nela não é o melhor caminho para a eficiência.

Venda mais criando anúncios para as mídias digitais. Assim suas chances de vender mais, aumentam. E adquirindo nosso e-book, seu sucesso é mais que certo.

7 características de um empreendedor

Postado por em 02/maio/2013 - Sem Comentários


Empreender é um estilo de vida e algumas características são logo percebidas. Vejam quais são as suas ou quais ainda faltam.

1.Proatividade

Entrar em situações sem que sejam mandados é uma dar grandes características. Mostrando que não espera as coisas acontecerem a a sua volta, mas batalha pra que elas aconteçam; fazem o que precisa ser feito, vão além e trazem outros com ela. Pessoas assim tem comprometimento com o trabalho.

2.Responsabilidade

Zona de conforte é uma terra desconhecida para profissionais responsáveis. Antes, volta e meia, ultrapassam os limites daquilo que lhes é confortável e assumem riscos. Para isso basta se abrir para o novo e ultrapassar os próprios limites de si, rotineiramente.

3.Praticidade

Capacidade de ligar os pontos, solucionar problemas e trazer novas propostas para a companhia. Criativos, pessoas que estão um passo à frente da maior parte da população.

4.Amizade

Uma das coisas mais difíceis de conquistar no trabalho é o respeito e a simpatia. Mas não se preocupe. Se você tem boas relações de amizade no trabalho, você possui a característica de um bom empreendedor e sabe trabalhar em equipe.

5.Aglomeração

Essa capacidade de gerar vínculos, geralmente, é fundamental para que estes profissionais também sejam capazes de influenciar outros, sem manipulá-los. Em todo processo de fusão são necessárias pessoas que tenham habilidade para gerar vínculos. Quem tem este potencial acaba se tornando um agente catalisador de mudanças.

6.Qualidade

Resultados sempre falam mais alto. Mas, no contexto corporativo atual, o que leva a eles também conta. E muito. Se o profissional bate todas as metas, mas sob as penas de burlar leis, afugentar outros bons profissionais e cometer desvios éticos, provavelmente, não durará muito tempo. Porque, no longo prazo, o custo benefício deste tipo de combinação pode acabar no prejuízo.

7.Olhos que brilham

Tem gente que brilha quando recebe um desafio novo, quando tem algo a aprender. São essas pessoas que o mercado quer. Paixão pelo que faz é o ponto chave de empreendedores.

Adquira já nosso e-book e ponha em prática o que faltava pra você vender muito mais.

©Copyright 2017 Mercado Revelado - Todos os Direitos Reservados. Este site é o único meio de divulgação e comercialização do Livro Digital "Mercado Revelado". Todo material aqui contido, bem como a obra comercializada, é protegido pela lei nacional e internacional dos direitos autorais. Nº de Registro na Biblioteca Nacional do Brasil: 525.930 Livro: 998 Folha: 446

Todo material divulgado e comercializado neste site, serve apenas para propósitos informativos e educacionais.

"Mercadolivre" é uma marca registrada de MercadoLivre.com Atividades de Internet Ltda. MercadoRevelado.com não é afiliado, associado ou relacionado ao MercadoLivre.com Atividades de Internet Ltda.